Além da rinoplastia, a rinomodelação é um dos procedimentos estéticos mais feitos nos últimos anos. Esta intervenção não é tão invasiva como a primeira, mas, como qualquer outra, também tem os seus riscos.

A rinomodelação é muito procurada atualmente por ser uma intervenção simples. Falamos, por isso, de um preenchimento do nariz — que deve sempre ser feito por profissionais qualificados.

Quando bem feito, este procedimento previne a necessidade de uma rinoplastia. Perceba, por isso, em que consiste a rinomodelação.

Mulher em consulta de avaliação para rinomodelação


O que é a Rinomodelação


Como já percebeu, esta é uma das intervenções mais conhecidas no mundo da Medicina Estética. E é fácil perceber em que consiste este procedimento, que modela o nariz.

No fundo, falamos de uma técnica de preenchimento nasal. A rinomodelação atua tanto no contorno do nariz, como também na correção de imperfeições.

Em alguns casos, a rinomodelação é usada para corrigir eventuais defeitos provocados por uma rinoplastia anterior — resultante do processo de cicatrização, por exemplo.

Como é feita a Rinomodelação


Ainda que, cada profissional, siga o seu método, há algumas diretrizes gerais que estão sempre presentes em qualquer rinomodelação.

Por norma, após uma consulta de avaliação, e expressas as preocupações do paciente, é da responsabilidade do profissional perceber como pode proceder à intervenção.

Marcado o dia da rinomodelação, a situação volta a ser avaliada. São marcados os pontos do nariz a serem intervencionados e o procedimento começa após a administração de anestesia local (na grande parte das vezes). 

É através de uma seringa, com um líquido modelador (como o ácido hialurónico, por exemplo, capaz de preencher as zonas identificadas), que o procedimento acontece.

Dependendo do caso, pode ser precisa mais do que uma aplicação, pelo que tudo depende daqueles que são os desejos do paciente, assim como das zonas a preencher.                                             

Médico injeta líquido de rinomodelação em paciente


Os riscos da Rinomodelação


É certo que, a rinomodeação, é uma das intervenções estéticas menos invasivas — e que, por isso, menos riscos acarreta. No entanto, isso não quer dizer que não possam existir complicações.

Aliás, todos os procedimentos que exijam anestesia estão sujeitos a correr determinados riscos — uns maiores do que outros. Conheça, por isso, as principais complicações de uma rinomodelação:

  • Reação ou erupção nas zonas injetadas,
  • Injeções mal administradas;
  • Reação ou hipersensibilidade à substância injetada;
  • Infeções;
  • Obstrução dos vasos;
  • Necrose.


Rinomodelação: recuperação e duração dos resultados


É importante que perceba que, na maior parte das vezes, é necessário mais do que um procedimento de rinomodelação. Novamente: tudo depende de caso para caso, mas a verdade é mesmo essa.

Porquê? Porque, geralmente, os resultados desta intervenção estética duram, em média, 12 meses. Ora, à medida que os resultados vão desaparecendo, é natural que tenha de repetir o procedimento (caso queira voltar ao aspeto que tinha aquando da primeira intervenção).

É natural que isto aconteça, por isso não pense que, existir mais do que uma administração do tal líquido modelador, é uma "exceção à regra" — porque não é.

Consulte um profissional qualificado e perceba se, a rinomodelação, soluciona o seu problema.

No entanto, existem casos em que, uma só rinomodelação, é o suficiente. Tudo depende, uma vez mais, do paciente e do líquido injetado. Por isso, é (mesmo) importante que exista um acompanhamento médico próximo.

Mas, independentemente do caso, o tempo de recuperação é relativamente rápido e termina passados poucos dias. Pode existir algum inchaço e edemas nas zonas intervencionadas, mas nada de alarmante (e que não passe rapidamente).
Este é, sem dúvida, um dos procedimentos da Medicina Estética mais procurados e feitos atualmente. Por ser mais simples que outros, implica, também, menos riscos.

Por isso, se quer corrigir alguma imperfeição, ou se não se sente bem com algum aspeto do seu nariz, consulte um profissional capaz de aconselhar o melhor procedimento para o seu caso.